Image Map

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Doce Vampira: chega às livrarias a edição da Avec do romance ‘queer chick’, de Ju Lund



A Avec editora anunciou nesta semana, o lançamento da nova edição do romance sobrenatural, Doce Vampira, obra de literatura queer chick da escritora pelotense Ju Lund.
Os vampiros são revelados ao mundo, criando um novo paradigma social: em que os homens vêm essa raça com desconfiança. Nesse cenário, a jovem Duda e a vampira Esther têm um trágico caso de amor.
O relacionamento das duas precisa superar mais do que um preconceito racial. Pois até mesmo suas orientações sexuais são questionadas. Pode esse amor sobreviver a mistérios, fanatismos e a descriminação sexual e racial?
A resposta, a autora promete revelar no romance.


O que é literatura ‘queer chick’?
De acordo com o site infoescola, o termo queer significa algo exótico ou excêntrico. Porém, na década de 1920 passou a ser usado como sinônimo de homossexual. Apesar de ter sido pejorativo, grupos gays hoje o consideram politicamente correto.
A literatura queer aprofunda-se nessa temática e tende a discutir a liberdade de escolha sexual dos personagens.
Já a literatura chick (chick-lit) surge quando autoras femininas optam por adotar um padrão distinto do masculino em sua época. São basicamente livros escritos sobre mulheres, para mulheres e normalmente por mulheres. Suas histórias relatam  o dia-a-dia da mulher moderna, sua rotina  tripla e seus problemas.
Ainda de acordo com o Infoescola, os gêneros queer e chick são constantemente discriminados, principalmente quando aliam-se a Literatura Fantástica.
É o que Ju Lund sente na pele, após tomar o passo corajoso de unir esses três ramos literários em seu romance, sendo a pioneira no que preferiu chamar de literatura queer chick.

Doce Vampira já conquistou centenas de fãs em sua primeira edição e agora ganha uma nova versão com papel de luxo e direito a galeria de fotos – com a modelos Ariel Teles (Duda) e Ana Júlia Ferreira (Esther) e impressão de alta qualidade.



O Desafio de Ju Lund
Em sua obra, Ju procurou mesclar elementos de histórias de vampiro com debates modernos sobre discriminação ao homossexualismo, preconceito racial e extremismo religioso. Ela trabalhou com esses temas, mesmo sabendo que iria enfrentar forte preconceito.
Segundo a jornalista Anny Lucard (Digital Rio/ O Estado RJ) em Doce Vampira há “romance, drama e um toque de conspiração típica, de textos como os roteiros da série de TV Arquivo X. História que vai surpreender quem tiver coragem de adentrar no universo fantástico criado pela escritora”.
“Doce Vampira é uma confluência entre o romance Sobrenatural e a literatura Queer, com toques de suspense. O final é instigante e exige uma continuação”, sugere a escritora Ana Lúcia Merege ( de O Castelo das Águias, Editora Draco).

QUE EDIÇÃO MARAVILHOSA É ESSA, PRECISO!

Ju Lund é graduanda em Artes Visuais e fundadora do Portal Ju Lund de literatura (com cerca de 1,3 milhões de leitores), já publicou mais de 60 contos inéditos, além dos livros Entrecontos 1 e 2 (sem editora) e fez participação nas antologias Autores Fantásticos (Argonautas Editora), Vampiros de Alma (PerSe) e Coleção Sobrenatural: Vampiros (Avec).

Doce Vampira em breve terá uma sequência, o romance Alma Vampira.
Saiba mais sobre a autora, AQUI.
Veja fotos do ensaio fotográfico, AQUI.
Assista ao book trailer, AQUI.
Garanta já o seu exemplar em pré-venda na loja online da Avec, AQUI.

Autora: Ju Lund
Editor: Artur Vecchi
Revisão: Luiz Fernando Manassi Mendez
Diagramação: Guilherme Smee
Diagramação para ebook: Tatiana Medeiros
ISBN – impresso: 978-85-67901-27-5
ISBN – ebook: 978-85-67901-26-8
Projeto Gráfico da capa: Jeferson Sigales
Fotografia e Direção: Luísa Planella
Apoio Fotográfico: Nara Maron
Modelos: Ariel Teles (Duda) e a Ana Júlia Ferreira (Esther)
Local: Bibliotheca Pública Pelotense
Apoio de Look: Damyller
Apoio de Make: Vitalité Centro Estético

9 Comments:

Diego França said...

Bruninhaaaaaa desde quando li a sinopse deste livro uma vez me apaixonei.Quero ler ele. Adorei a edição especial.
Foi pra lista.
Bjux.

Diego, Blog Vida & letras
PROMOÇÃO rolando: www.blogvidaeletras.blogspot.com

Anne Caroline said...

Olá, Nieta!
Adorei o seu comentário! Quero muito o livro.
Não conhecia, mas agora que li estou apaixonada!
Beijos.
sonhardevaneios.blogspot.com.br

Tony Lucas said...

Oi, Bruna! Tudo bem? Nossa, a cada dia conheço gêneros novos. Nem sabia que existia esse, mas gostei da pegada dele! :) Menina, a edição física de "Doce Vampira" está realmente MARAVILHOSA! Adorei ela! :) E o post também! rs

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Letícia Mota said...

Eu amei a ideia do livro, Nieta! Não sabia desse gênero textual, vou pesquisar um pouco mais. Beijinhos
blogestrelasdepapel.blogspot.com

Guilherme Dias said...

Heey!
Eu não sabia o que era queer chick e adorei conhecer haha
A edição está muito bonita e o livro parece ser bom ^^
Abraços!
Blog - Desbravando o Infinito

Alfrêdo said...

Olá! Não conhecia esse gênero, legal saber mais sobre ele. A edição realmente tá linda, mas a história não me chamou muito a atenção </3

Abraços,
Alfrêdo - http://www.paginou.com.br/

Mariana Fontana Szewkies said...

Oi Bruna!
Não conhecia o termo "queer chick".
Bom…vampiros não são muito a minha praia, por isso não cogito ler, mas sucesso para a Ju!
Beijos
alemdacontracapa.blogspot.com

Tamires Marins said...

Oi, Bruna, tudo bem?

Nossa, que história diferente, né? "queer chick" é uma terminologia nova pra mim, não a conhecia. Não sei se leria o livro, ele é bem exótico mesmo, mas tenho que falar que a diagramação está belíssima!

Desejo sucesso para a autora! :)

Beijo
- Tamires
Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

Mariana Gabriela said...

Oi, Bruna!
Não conhecia esse termo para esse tipo de livro ahaha. O livro é bem diferente e isso é ótimo. Essa edição está divina, menina, adorei. Queria ler o livro, mas não sei se esse é o momento certo.
Abraços!
http://apenasumaleitura.blogspot.com.br/

Postar um comentário